Associação ACEGIS

Covid-19. Segurança das vítimas de violência doméstica durante o isolamento

Rosa Monteiro, Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade, alerta que o isolamento social "pode aumentar o risco de violência doméstica". Se precisar de ajuda, e não souber o que fazer, ligue 800 202 148."

A Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade alerta que “o isolamento das famílias é necessário para a contenção da COVID-19. Mas pode aumentar o risco de violência doméstica. Se precisar de ajuda, e não souber o que fazer, ligue 800 202 14″.

A antecipar uma subida de casos, o Governo assegurou mais cem camas para acolher mulheres vítimas de violência, criou um email específico para receber novas queixas com a palavra “covid-19” e tem piquetes de urgência em todos os distritos, além do atendimento normal. Neste momento, a rede tem 677 camas nas casas-abrigo e 168 nas respostas de emergência.

“Vivemos tempos extraordinários em virtude da pandemia COVID-19. Se a casa é um lugar seguro para grande parte das pessoas, para as vítimas de violência doméstica não o é”, alerta Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade. Lembrando que “este período exige-nos ainda mais responsabilidade e atenção ao que se passa na casa ao lado com as crianças e as mulheres. Nenhuma mulher e criança podem ficar sozinhas, neste período de isolamento. Vamos ser mais comunidade”.

Por enquanto, a Secretária de Estado não tem registo de queixas “fora do normal”. O Governo vai lançar uma campanha apelando à responsabilização dos amigos e vizinhos. “Temos de reforçar a vigilância social”, acrescentou. Trata-se de um momento “particularmente sensível” e “vulnerável” porque as situações de isolamento costumam justamente “ser uma táctica” do agressor e, “estando em confinamento, isso acrescenta vulnerabilidade”. 

 

Novo email para apoio na área da violência doméstica

Cientes das dificuldades que muitas destas pessoas terão para aceder, em segurança, aos serviços de apoio (presenciais e mesmo telefónicos ) a CIG – Comissão para a Cidadania a Igualdade de Género tem funcionamento um serviço de correio eletrónico para colocar questões, pedidos de apoio e de suporte emocional relacionados com esta problemática. Poderá remeter a sua questão para violencia.covid@cig.gov.pt

Acresce que, a Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica está em funcionamento.

Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica, ligue 800 202 148. A linha de apoio é gratuita, funciona 7 dias por semana, 24 horas por dia.

 

Fazer frente à Covid-19 também passa por combater a desinformação

Lançamento da Página Web© ACEGIS- COVID19

Receba as nossa notícias e artigos no seu e-mail. Fique a par das nossas novidades.

Junte-se a 16.451 outros subscritores

Partilhar

Gostar disto:

%d bloggers like this: