Associação ACEGIS

Recrutamento Técnico/a Superior de Psicologia

Ref.ª 499/RS/DIRH/2022

Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a recrutar Técnico/a Superior de Psicologia, para integrar equipa técnica de  Casa de Acolhimento Residencial.

Candidaturas até 25 de julho de 2022.

Descrição funcional:

Integrado/a na Equipa Técnica de Casa de Acolhimento Residencial, terá como principais responsabilidades:

  • Elaborar o diagnóstico dinâmico da realidade familiar e da realidade psíquica da criança/jovem em contexto residencial; Definir, acompanhar e avaliar/reavaliar diagnósticos dinâmicos e consequentes Planos de Intervenção Individual (PII) e/ou familiares (PIF), adequando estratégias às necessidades especificas das crianças e jovens, com vista à definição e execução do Projeto de Vida;

  • Promover o desenvolvimento de capacidades e competências sociais em sintonia com os princípios éticos e deontológicos; Assumir uma avaliação técnica consistente do perfil de cada criança / jovem e dinâmica da família de origem, orientando a ação para a sua capacitação e inserção social plena;

  • Demostrar capacidade para lidar com situações de pressão e com contrariedades de forma adequada e profissional; Demonstrar capacidade para estabelecer um bom relacionamento interpessoal com equipa, crianças e jovens, famílias e os demais interlocutores; Assumir uma postura empática, facilitadora da ação preconizada no modelo de acolhimento residencial com intencionalidade terapêutica;

  • Demonstrar disponibilidade para aprendizagem contínua, procurar feedback, querer desafiar-se e, sobretudo, encarar os desafios como oportunidades de desenvolvimento; Evidenciar capacidade para trabalhar em equipa, saber ser flexível, valorizar as ideias de cada um/a, saber identificar os conflitos existentes e conseguir adaptar-se às necessidades e objetivos do grupo;

  • Demostrar capacidade de resiliência, procurando resolver problemas e adaptar-se às mudanças no ambiente, resistindo à pressão que as situações podem oferece, sabendo enfrentar possíveis obstáculos; Evidenciar capacidade de iniciativa e autonomia, manifestando ações proativas e autónomas, procurando respostas imediatas em tempo útil às solicitações imprevistas e/ou planeadas no quotidiano;

  • Manter a confidencialidade e a segurança de toda a informação tratada no decurso da sua atividade profissional, em conformidade com os requisitos e normas de certificação.

Perfil pretendido:

  • Licenciatura em Psicologia (Licenciatura pré-Bolonha ou Licenciatura e Mestrado integrado pós-Bolonha, quando aplicável) (fator eliminatório); Cédula Profissional como membro efetivo na Ordem dos Psicólogos Portugueses (fator eliminatório);

  • Conhecimentos sobre a Lei de Promoção e Proteção de Crianças e Jovens em Perigo (Lei 147/99 de 1 de setembro e respetivas alterações) (fator eliminatório); Conhecimentos sobre princípios de intervenção do Acolhimento Residencial (preferencialmente, com intencionalidade terapêutica) (fator eliminatório);

  • Conhecimento sobre o desenvolvimento da criança e/ou do jovem e conhecimentos sobre o ciclo de vida e dinâmicas familiares; Experiência profissional relevante (superior a 2 anos) em trabalho com crianças, jovens e/ou famílias no âmbito do risco e do perigo;

  • Disponibilidade para trabalhar alguns sábados por mês e em horário laboral; Disponibilidade para trabalhar em regime de horário desfasado ou flexível;

  • Conhecimentos de Informática na ótica do utilizador (Windows, Excel e PowerPoint,); Domínio das técnicas de entrevista a famílias e crianças e realização de visitas domiciliárias.

Formalização de Candidaturas

Os/As candidatos/as que reúnam o perfil requerido devem submeter a candidatura através desta página (preferencialmente) ou através de correio.

As candidaturas devem ser acompanhadas dos seguintes documentos:

  • Curriculum Vitae em português
  • Certificado de Habilitações Literárias (reconhecidas em Portugal);
  • Certificados de Cursos de Formação;
  • Comprovativo de inscrição no Centro de Emprego (caso se encontre desempregado);
  • Declaração de Consentimento.

Salienta-se que a candidatura só é válida mediante a apresentação da Declaração de Consentimento devidamente preenchida, caso a candidatura não venha acompanhada da Declaração de Consentimento será eliminada automaticamente.

Os/As candidatos/as pré-selecionados/as na 1ª fase serão contactados pela SCML, no prazo de 15 dias (úteis) após a data limite de receção de candidaturas.

Associação para a Cidadania, Empreendedorismo, Género e Inovação Social

ACEGIS | Últimas Notícias

Todos os Direitos Reservados.

Telefone: (+351) 212 592 663

Intervimos ativamente para a construção e mudança de paradigma da Economia Social e Solidária.

Pela construção de uma sociedade mais justa, paritária e inclusiva.

©2022 ACEGIS

Partilhar

Like this:

Like Loading...
%d bloggers like this: